quinta-feira, 23 de dezembro de 2010

Belle Chase Hotel em Coimbra


(Foto de José Magalhães)
 Estamos quase a terminar este dia que dedicámos á linda cidade de Coimbra. Temos a perfeita consciência de que não abordámos os problemas mais prementes da cidade e da sua Universidade. Mas, ab initio, declarámos que não íamos fazer essa radiografia à urbe. Foi com intenção jubilatória que organizámos este "Dia" . afinal a mesma que presidiu à organização dos dias de Lisboa e do Porto.

Mas se houver conimbricenses ou amigos de Coimbra que nos queiram fazer esse retrato de corpo inteiro, o espaço do Estrolabio está-lhes aberto.

Vamos aqui deixar, além de mais uma das belas fotografias de José Magalhães, os "Verdes Anos", de Carlos Paredes, pelos Belle Chase Hotel ,na casa de fados A Capella, em Coimbra.


5 comentários:

  1. E, agora que vai acabar o Dia de Coimbra, quero deixar aqui um grande elogio ao Carlos Loures porque ele quase que se mata nestes dias com o esforço que faz para que tudo fique um primor. Sei que hoje está um pouco irritado comigo,cá por uma questão de preferências, mas acho que já não é ele quem está a falar a esta hora, é o Vlad. Parabéns aos dois.

    ResponderEliminar
  2. parabéns, Carlos, pelo excelente trabalho, foi um belo dia

    ResponderEliminar
  3. Parabéns à Carla e ao Carlos, dois magnificos companheiros e que tão bem escrevem. Dedicam-se com carinho ao que fazem! Eu estou orgulhoso de os ter como amigos.Um beijo e um abraço por esta ordem...

    ResponderEliminar
  4. Carla e Luís, quem corre por gosto não cansa. E é o caso. A vossa companhia e a dos outros amigos. tornam agradáveis estas corridas. Augusta Clara, o Vlad também é muito teu amigo; até porque ambos adoram gatos... Quanto ao êxito do dia de Coimbra, não sei. Haja algum conimbricense que o diga!

    ResponderEliminar
  5. Eu não sou de Coimbra mas este dia até que foi muito agradável. Acompanhei-o com muitos intervalos mas hei-de cá voltar com mais calma.
    Como a RSIsabel faz parte do cardápio das devoções da minha mãe nós crescemos a irmos dar uma volta até Coimbra. Eram fins-de-semana muito animados porque dormíamos numa pensão e à noite dava para passear pela cidade.
    Quando crescemos esses passeios a Coimbra de carro passaram a fazer parte da memória.

    ResponderEliminar