segunda-feira, 23 de agosto de 2010

Hoje o Espaço VerbArte é para o António Sales

Felicidade

Felicidade vem cá
fazer-me companhia.
Não sejas egoísta
dá-me de ti um naco de poesia
para eu amar o sol
ao levantar do dia.

Faz uma festa nos meus cabelos brancos
nevados pelos anos de agonia.
Só quero um beijo teu,
leve como o vento,
trazendo-me alegria.

3 comentários:

  1. feliz deixaste-me agora com este poema,
    viesse um beijo igual a este
    todos os dias

    ResponderEliminar
  2. Adorei os dois: o poema original e o de resposta.

    ResponderEliminar